O HOMEM INTERIOR - João 6:63



“O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida” (João 6:63). Antes que você se escandalize com o que vai ser dito a seguir, certifique-se de que entende que, com esta citação, Jesus está fazendo uma comparação entre o alimento do corpo, o carnal, como o pão e o peixe, e o alimento espiritual. Neste caso, o próprio Senhor e Salvador Jesus Cristo, simbolicamente, é o alimento espiritual dos cristãos.

Muitas pessoas são confusas e superficiais quando o assunto é o nosso “ser interior”. Por isso, vamos tentar analisar sucintamente no que você crê e no que você deveria crer. As dúvidas normalmente são:

(1) O seu corpo é o seu ser integral?

(2) Ele é apenas um invólucro, onde habita o seu ser interior?

(3) Você é incompleto sem a alma, porque corpo sem alma não tem vida?

(4) Aquilo que os religiosos chamam de alma não passa de sistemas que dão vida ao corpo?

(5) Você só é completo se tiver corpo, alma e espírito atuando harmoniosamente entre si?

(6) Você é uma obra de Deus, ou é o produto de uma evolução?

Lógico que não vamos responder a tudo isso em poucas linhas.

Talvez você afirme que seu corpo é ao mesmo tempo a habitação e o instrumento imperfeito e intratável de nosso ser interior. Nesse caso, você não estaria valorizando o seu corpo, aquilo que é a obra-prima de Deus. Será que Deus faria algo com Suas próprias mãos para ser desvalorizado e destruído a qualquer momento, como se fosse feito por acaso, como se não tivesse havido um planejamento prévio?

Talvez, como um materialista, você possa afirmar que quando sofremos é o corpo que sente a dor; quando pensamos, isso é resultado de várias operações físicas do sistema nervoso; quando nos lembramos de algo é porque os recônditos do cérebro armazenaram as informações; e, por fim, quando o corpo morre, nada mais resta.

Ou quem sabe você possa afirmar que sua vida é como a vida de qualquer animal, já que dizem que o homem é um animal racional. Você deve compreender que a Bíblia não compartilha desse pensamento. As Escrituras jamais afirmariam que o homem é um animal, mesmo que afirmasse possuir racionalidade. Elas dizem que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus, que por livre escolha o homem afastou-se de Sua presença, que Deus o ama e deseja resgatá-lo, e que, o que Ele almeja do homem é um culto racional. Não que Ele precise, mas porque o bondoso Pai quer dar esse prazer ao ser humano.

Os animais são simplesmente seres vivos, a vida deles acaba para sempre quando o pó retorna à terra. Todavia, a alma humana é um elemento infinitamente mais importante, dela vêm os nossos desejos, o senso da presença de Deus, nossa consciência, saudades, remorsos, esperanças etc. Tais elementos confirmam a excelência de nossa alma, intrinsecamente ligada ao corpo natural, mas que não desaparece, como a matéria inerte dos animais.

Se você tem dúvidas quanto à existência de um ser interior habitando num homem exterior, não deve ver problema algum nisso. Não somos obrigados a entender a Bíblia da mesma forma, pois Deus nos fez diferentes um do outro. Não existe mais aquela obrigatoriedade de ter que crer numa ortodoxia exata, desenvolvida pelos eclesiásticos, que, aliás, nunca deveria ter existido. Isso foi imposição de instituição humana para autodefesa. Lógico que ainda existem instituições eclesiásticas que criam regras para se defenderem, isso porque seus dirigentes não creem totalmente que a igreja é de Jesus, e que Cristo tem poder de sobra para defender a Sua igreja.

O que não podemos é perverter os ensinamentos morais das Escrituras, porque isto está claro. Mas, aquilo que Deus não revelou explicitamente, fique à vontade para fazer sua própria interpretação. Não esqueça que a própria Bíblia esclarece a si mesma, e mais que isso, o Espírito de Cristo nos orienta. Se você tem o Espírito de Cristo, você não vai ficar tranquilo contradizendo Suas Palavras. A expressão “própria interpretação” não quer dizer que se deve interpretar ao bel prazer. Contradizer não é interpretar.

Deus nos fez “almas viventes”. Você pode simplesmente entender que Ele nos deu vida. É isso que consta no Antigo Testamento, escrito originalmente na língua hebraica. Foram os filósofos gregos que começaram a refletir na possibilidade de haver um ser invisível dentro de outro visível, e eles helenizaram o mundo com suas culturas, formas e métodos de pensamentos. Mas você não é obrigado a pensar assim.

O que você precisa é crer em Jesus. Você precisa crer que Cristo é o Salvador de sua alma, isto é, creia que o Messias veio ao mundo para salvá-lo integralmente, não apenas uma parte sua. Ele se interessa por você integralmente. Se você não pensar assim, você vai dar pouco valor ao seu corpo; você poderá ter pouco zelo por ele, poderá entregá-lo à prostituição, ao homossexualismo, às drogas, ou a qualquer outro vício, e com certeza, “aquele que habita em vós” não aprovará nenhum desses atos, os quais você tem convicção que são impuros.

Se você pensa em destruir o seu corpo com ações desagradáveis a Deus, saiba que o ser humano não pode ser destruído. Ele foi feito para ter um destino eterno (perpétuo). Então, o que acontecerá com você na eternidade? Um dos ladrões crucificados ao lado de Jesus recebeu uma resposta imediata e definitiva para o apelo que fez à graça divina. “Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (Lucas 23:43).

Outro fato importantíssimo que você precisa entender: o que cabia a Deus fazer pela alma humana já foi realizado por Jesus Cristo na cruz do Calvário. Portanto, resta ao homem decidir se deve crer ou não nessa obra maravilhosa. Essa decisão determinará onde passará a eternidade. Evidentemente que sozinho ninguém consegue ter discernimento dessa verdade, é preciso pedir ajuda ao Espírito Santo para compreender e aceitar.

Não esqueça que Jesus Cristo está integralmente no céu esperando por você, Ele quer você também de forma integral: corpo, alma, espírito, mente, pensamentos, coração etc.

Que Deus nos abençoe.
Monteiro

2 comentários:

  1. Gostei do seu artigo muito interessante saber mais sobre a pessoa interior que vive dentro de nós, e ainda contradizer as pessoas que vivem falando que o Senhor só que o nosso coração e não o nosso corpo.

    Viviane Almeida
    Administradora do Bíblia em Foco
    Blog: http://bibliaf.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por seu comentário, irmã. É bom saber que você entendeu a mensagem. Fique na paz de Jesus Cristo.

    ResponderExcluir

Mensagens populares

SEGUIDORES

Total de visualizações